BANCO DE QUESTÕES TEMA: AS DUAS ERAS VARGAS.

Publicado: outubro 5, 2013 em Atividades E.E.E.F.M Senador Argemiro de Figueiredo - Polivalente (2º semestre de 2013), PIBID HISTÓRIA UEPB

foto ´pibid
BANCO DE QUESTÕES PARA O VESTIBULAR

(UNIR/RO) – Fundação Universidade Federal de Rondônia –
Questão 1:

Em 1937, o Governo Vargas implantou o Estado Novo. Sobre esse período, é correto afirmar:

A – Foi um período de intenso combate ao crime organizado, no qual as quadrilhas de tráfico internacional de armas e drogas estiveram desarticuladas.
B – Foi um período de intenso avanço das liberdades democráticas, no qual o Partido Comunista Brasileiro lançou a candidatura de Luis Carlos Prestes a uma vaga na Câmara dos Deputados.
C – Foi marcado por uma ditadura política violenta na qual os direitos e liberdades democráticos foram severamente limitados e os opositores presos, tendo sido alguns deportados.
D – Foi um período marcado por rigorosa política de segurança nas ruas do Rio de Janeiro, protegendo os cidadãos da ação de assaltantes e inibindo a prostituição.
E – Foi um período de grandes avanços na política externa, notadamente pelo estreitamento de relações entre o Brasil e os países do Leste Europeu.

(UNEMAT/MT) – Universidade do Estado de Mato Grosso –
Questão 2:

Entre 1930 e 1937, a sociedade brasileira presenciou forte polarização política, tendo, de um lado, a Aliança Integralista Brasileira (AIB) e, de outro, a Aliança Nacional Libertadora (ANL).
Sobre essas duas frentes de luta, pode-se afirmar.
A – A AIB estava constituída de várias correntes políticas, entre elas, os tenentes, os comunistas e socialistas.
B – A ANL foi criada com o objetivo de combater a ameaça comunista.
C – A ANL teve a adesão de comunistas com o objetivo de conter o crescimento do movimento fascista representado pela AIB.
D – Apesar da polarização ideológica entre a ANL e a AIB, a polícia conseguiu evitar confrontos nas manifestações realizadas pelas duas frentes.
E – Não há nenhuma relação entre o golpe do Estado Novo, em 1937, e os conflitos e entre a ANL e a AIB com a consequente radicalização do quadro político no Brasil.

(FGV/SP) – Fundação Getúlio Vargas – São Paulo –
Questão 3:

“A revolta paulista, chamada Revolução Constitucionalista, durou três meses e foi a mais importante guerra civil brasileira do século XX(…) Sua causa era praticamente inatacável: a restauração da legalidade, do governo constitucional. Mas seu espírito era conservador: buscava-se parar o carro das reformas e deter o tenentismo, restabelecer o controle federal pelos estados.”
CARVALHO, J.M. de, Cidadania no Brasil: o longo caminho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, p. 100.
A respeito da situação política brasileira no início da década de 30, é correto afirmar:
A – A maior parte da oligarquia paulista havia aderido à Revolução dirigida por Getúlio Vargas ansiando por uma modernização no país que envolvesse uma reforma eleitoral, a centralização política federal e o reconhecimento dos direitos trabalhistas.
B – Apesar de derrotada militarmente, a revolta acabou levando à convocação de uma Assembleia Nacional Constituinte com novas regras eleitorais, como o voto secreto que dificultava a ocorrência de fraudes e o direito de voto para as mulheres.
C – A maior parte da oligarquia paulista acabou por articular-se com Luís Carlos Prestes, ex-dirigente da coluna Prestes-Miguel Costa, que havia aderido ao comunismo e tornara-se a principal liderança política do Partido Comunista.
D – Os paulistas defendiam um amplo programa nacionalista e procuravam garantir o retorno da normalidade democrática quebrada com o movimento revolucionário de 1930, que representava os interesses dos setores oligárquicos dos diversos estados da federação.
E – A revolução Constitucionalista foi inicialmente uma revolta da oligarquia paulista e sofreu, posteriormente, um processo de radicalização política que levaria à intensificação de greves e manifestações populares em todo o país, em prol da democracia.

(UEL/PR) – Universidade Estadual de Londrina –
Questão 4:

Durante o Estado Novo, o governo de Getúlio Vargas foi marcado por fértil produção de materiais, como cartilhas, cartazes, filmes e pela prática de grandes espetáculos comemorativos. Sobre o significado da propaganda política na ditadura estadonovista, é correto afirmar:
A – Constituiu um dos pilares do Estado Novo, pois ao disseminar imagens e símbolos que valorizavam as ações do governo teve como alvo buscar o apoio popular e a legitimidade junto às massas, assegurando assim o controle social.
B – Expressou a preocupação de Vargas em associar o seu governo ao passado nacional, já que a utilização de símbolos da “República Velha” era recorrente difundia a ideia de continuidade.
C – A propaganda política do Estado Novo veiculou mensagens que objetivavam consolidar o ideal de um trabalhador orientado por uma consciência de classe e reivindicativo quanto a seus interesses.
D – A veiculação de imagens e símbolos enaltecedores da figura de estadista de Vargas dificultou a visualização dessa liderança política como “pai dos pobres”.
E – O objeto central da propaganda política no Estado Novo era explicitar para a sociedade a existência das tensões e conflitos, indicando ser a luta de classes o caminho para a construção de uma sociedade coesa.

(UFG/GO) – Universidade Federal de Goiás –
Questão 5:

No final do século XIX e nas primeiras décadas do século XX emergiram na Europa Ocidental discursos nacionalistas que destacavam o território, a pureza racial e a língua como requisitos básicos da nacionalidade. No Brasil, no mesmo período, os nacionalistas repensaram a constituição do povo brasileiro ao:
A – abandonar as teses de formação de uma população branca nos moldes europeus, admitindo a mestiçagem;
B – retomar as discussões sobre a língua falada pela população, opondo-se ao português falado e escrito em Portugal;
C – proibir a entrada de imigrantes africanos e orientais como forma de acelerar o branqueamento da população;
D – refletir sobre formas de incluir a população rural e urbana no ideário civilizador branco apregoado pelo governo;
E – estimular os intelectuais a produzir obras de exaltação nacional, visando à educação moral e cívica da população.

(UFMT) – Universidade Federal de Mato Grosso –
Questão 6:

Sobre a caracterização do Populismo na política brasileira, durante a Era Vargas, considere:
I – Expressão da emergência das classes populares no cenário político das primeiras décadas do século XX.
II – Resultado da crise aguda do sistema liberal-oligárquico após 1929.
III – Ação deliberada das forças de oposição a Vargas, interessadas na desestabilização de seu governo.
IV – Efeito do surgimento do sindicalismo de resultados, organizado para ampliar os avanços sociais da classe trabalhadora.
São características do Populismo no Brasil
A – III e IV, apenas.
B – I e III, apenas.
C – I e II, apenas.
D – II e IV, apenas.
E – I, III e IV, apenas.

(FTC/BA) – Faculdade de Tecnologia e Ciências –
Questão 7:

O senhor Getúlio Vargas não deve ser candidato à presidência. Candidato, não deve ser eleito. Eleito, não deve tomar posse. Empossado, devemos recorrer à revolução para impedi-lo de governar.
(Lacerda. In: Campos, p. 255.)
Em relação ao contexto histórico brasileiro, no qual se insere o discurso do deputado Carlos Lacerda, é correto afirmar:
A – As palavras do deputado foram proféticas, uma vez que o Golpe Militar de 1964 afastou o presidente Getúlio Vargas, definitivamente, do poder.
B – A eleição de Getúlio Vargas, em 1950, deu início ao período da história brasileira conhecido como Estado Novo, quando as liberdades individuais foram suprimidas.
C – O processo eleitoral referido no texto constituiu as primeiras eleições diretas presidenciais no Brasil do pós-Guerra, tendo Getúlio Vargas sido eleito, com o apoio da maioria dos partidos políticos.
D – Getúlio Vargas, durante o seu novo mandato, desenvolveu uma política econômica voltada para a defesa das riquezas nacionais e de investimentos em setores estratégicos, como a energia e a siderurgia.
E – A antiga rivalidade entre o Presidente e o deputado Carlos Lacerda sofreu profundas transformações no decorrer do novo mandato, tendo o Deputado se tornado o principal defensor da nova política econômica adotada e da continuidade do governo populista de Vargas.

(UFLA/MG) – Universidade Federal de Lavras –
Questão 8:

Observe a charge política abaixo:
8

CHARGE POLÍTICA
FONTE: História para o Ensino Médio: história geral e do Brasil: volume único – São Paulo: Scipione, 2001 – série parâmetros
A charge em questão evidencia irreverentemente momentos da trajetória política de Getúlio Vargas, correlacionando-os a figuras de destaque num dado momento histórico. Indique a alternativa que não diz respeito aos períodos getulistas apontados:
A – A associação entre Getúlio Vargas e o presidente norte-americano Roosevelt diz respeito à aproximação entre Brasil e Estados Unidos da América momentos antes da entrada de ambos na 2.ª Guerra Mundial.
B – O movimento revolucionário de 1930 foi resultado de uma aglutinação de forças e instituições que buscavam participação política, anteriormente negada pelas oligarquias cafeeiras, daí sua associação a ditadores.
C – Ao correlacionar a figura de Getúlio Vargas ao ditador nazista, Adolf Hitler, na data em questão, buscou-se associar as ditaduras políticas de ambos.
D – O temor norte-americano de uma aproximação getulista do Eixo no início dos anos 40 resultou numa busca de aproximação cada vez maior por parte dos americanos em relação ao Brasil e resultou num empréstimo financeiro com vistas à construção de uma siderúrgica, o que explica uma de suas charges.
E – O interesse “continuista” de Getúlio no período denominado de “redemocratização” levou-o ironicamente a buscar apoio até mesmo no PCB de Prestes, ao qual perseguira sistematicamente ao longo das gestões anteriores, daí a ironização da charge.

(UEA/AM) Universidade do Estado do Amazonas –
Questão 9:

O Estado Novo instalou empresas nacionais e inaugurou o controle estatal sobre áreas de produção estratégicas, como mineração, aço e petróleo. De forma corporativa, estabeleceu, para os setores agrários e burgueses, mecanismos de acesso aos núcleos de poder e de tomada de decisão.
Assinale a alternativa que se refere corretamente a essas medidas:
A – O Estado Novo fortaleceu o bloco democrático e militar, que assumiu as diretrizes do desenvolvimento econômico nacionalista, nitidamente acima da burguesia urbana.
B – Para a indústria, o regime criou os conselhos técnicos; para os setores extrativistas e agrários, os institutos; e, para a infraestrutura, as comissões e conselhos de água, energia, ferrovias e do Plano Siderúrgico, que faziam a aproximação com o poder.
C – O Departamento de Administração do Serviço Público foi criado para permitir a prática de ações paternalistas, clientelistas e cartoriais em proveito do regime.
D – A nacionalização do petróleo foi obtida após a aprovação da Lei 2003, que determinava o monopólio dos recursos do petróleo.
E – A Lei de Segurança Nacional foi criada para, ao lado do DIP – Departamento de Imprensa e Propaganda –, trazer tranquilidade ao regime industrializante.

(MACKENZIE/SP) – Universidade Presbiteriana Mackenzie –
Questão 10:

A criação do Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio, pelo decreto de 26 de novembro de 1930, indicava a intenção de Getúlio Vargas, já no início do Governo Provisório, de
A – Combater o trabalho escravo nas zonas rurais, onde a inexistência de uma legislação trabalhista eficaz permitia constantes abusos de fazendeiros, em particular na exploração da mão-de-obra feminina e infantil.
B – Manter, sem alterações significativas, a política dos governos anteriores em relação ao operariado, ou seja, a de mera repressão policial e de proibição da organização sindical.
C – Criar uma política que regulamentasse tanto às atividades operárias quanto patronais, e que, por conseguinte, permitisse reunir no Estado meios de controle sobre ambas as classes sociais.
D – Implantar um modelo de política trabalhista como o da União Soviética, cuja organização de trabalhadores se fazia inteiramente sob a égide do Estado.
E – Reduzir ao mínimo a intervenção do Estado nas relações litigiosas entre empresário e trabalhadores, cabendo ao Ministério apenas oficializar os acordos resultantes da livre negociação.

(IBMEC) – Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais –
Questão 11:

–“Lutei contra a espoliação do Brasil. Lutei contra a espoliação do povo. Tenho lutado de peito aberto. O ódio, as infâmias, a calúnia não abateram meu ânimo. Eu vos dei a minha vida. Agora vos ofereço a minha morte. Nada receio. Serenamente dou o primeiro passo no caminho da eternidade e saio da vida para entrar na História.”
Este fragmento da carta-testamento de Getúlio Vargas marca o encerramento de uma carreira política extremamente rica, cujo doloroso ápice foi seu suicídio, em 24 de agosto de 1954.
Assinale o fator determinante para tão radical decisão do presidente:
A – as pressões dos grupos internacionais inconformados com a criação da Petrobras;
B – o possível envolvimento de Getúlio no atentado contra a vida do jornalista Carlos Lacerda;
C – os inúmeros processos abertos contra o presidente, permanentemente acusado de práticas corruptas em sua administração;
D – as repercussões de sua iniciativa de atrelar politicamente o Brasil à União Soviética, em plena Guerra Fria;
E – a comprovação de inúmeros casos de envolvimento do presidente com vedetes, cantoras e artistas de cinema, manchando sua reputação.

(UNIT/SE) – Universidade Tiradentes –
Questão 12:

Analise o texto.
A Constituição de 1937 estabeleceu que: “O ensino pré-vocacional profissional destinado às classes menos favorecidas é em matéria de educação o primeiro dever de Estado. Cumpre-lhe dar execução a esse dever, fundando institutos de ensino profissional e subsidiando os de iniciativa dos Estados, dos Municípios e dos indivíduos ou associações particulares e profissionais”.
(CAMPANHOLE, Adriano & CAMPANHOLE, Hilton Lobo. Constituições do Brasil. São Paulo: Atlas, 1981)
A partir do conhecimento e da análise do texto da Constituição, é possível afirmar que a política educacional do Estado Novo
A – reconhece o direito universal ao acesso à educação e a prática democrática de fornecer a todos os cidadãos uma formação baseada nos princípios da igualdade social.
B – pode ser considerada democrática, uma vez que as decisões relacionadas à educação escolar resultavam da ampla discussão que o governo fazia com educadores.
C – previa a criação de um sistema educacional público, igualitário e permanente para os cidadãos brasileiros independente de sua condição na estrutura social.
D – deu um salto qualitativo ao determinar que o Estado tinha o dever de garantir o direito à educação pública de qualidade a todas as crianças, jovens e adultos do país.
E – institucionalizou uma visão preconceituosa que reforçava as diferenças entre trabalho intelectual e manual, separação que marcou as relações sociais desde a época da escravidão.

15.1

15.2

Q(UFPB) – Universidade Federal da Paraíba –
Questão 15:

O governo Vargas tornou-se sinônimo de intervenção estatal. Embora essa política intervencionista tenha adquirido força no Estado Novo, pode ser percebida durante toda a chamada Era Vargas.
Sobre a Era Vargas, é correto afirmar:
A – O Departamento de Imprensa e Propaganda, embora impusesse limitações à imprensa, seguiu a orientação do estado, sem propaganda do governo e sem influência sobre a opinião pública.
B – O governo, na questão agrícola, extinguiu diversos institutos, entre eles o do Açúcar e do Álcool, o do Pinho, o do Mate e o do cacau, e centralizou as ações do Ministério da Agricultura.
C – Os principais opositores do governo foram facilmente cooptados pela política governamental de conciliação e políticos com visões opostas, como Luiz Carlos Prestes e Plínio Salgado, atuaram como ministros de Vargas.
D – O movimento sindical passou a ser tutelado já no início do primeiro governo Vargas, com a Lei de Sindicalização (março de 1931) e, em decorrência, o sindicato tornou-se um colaborador do Estado, com o objetivo de intermediação e atenuação do conflito entre capital e trabalho.
E – O Brasil, com a implantação do Estado Novo, conseguiu a tão sonhada paz social, e o governo Vargas implantou, pela via da conciliação política, um governo de coalizão entre socialistas e integralistas.

(PUC-RIO) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro –
Questão 16:

“(…) Preciso de vós, trabalhadores do Brasil, meus amigos, meus companheiros de uma longa jornada (…). Preciso de vossa união; preciso que vos organizeis solidamente em sindicatos, preciso que formeis um bloco forte e coeso ao lado do governo (…). Preciso de vossa união para lutar contra os sabotadores, para que eu não fique prisioneiro dos interesses dos especuladores e dos gananciosos, em prejuízo dos interesses do povo.”
Getúlio Vargas, no Estádio Vasco da Gama, 01/05/1951.
Considere o segundo governo de Getúlio Vargas (1951-1954), o trecho acima e EXAMINE as afirmativas:
I – Vargas se dirige aos “trabalhadores do Brasil”, urbanos e rurais, beneficiários da legislação trabalhista implantada durante o seu primeiro governo.
II – O tom de apelo para que os trabalhadores se unissem “ao lado do governo” evidencia a busca pelo apoio popular frente à oposição de setores militares e do empresariado brasileiro ligado ao capital internacional.
III – Sobre a união dos trabalhadores para “lutar contra os sabotadores”, Vargas está fazendo alusão aos comunistas, que pretendiam assumir o poder no Brasil naquela época.
IV – Ainda que se apresente como garantidor dos “interesses do povo”, defendendo a ampliação da legislação trabalhista, Vargas enfrenta reivindicações dos trabalhadores, então atingidos pela alta do custo de vida.
Assinale a alternativa correta:
A – Somente as afirmativas I e III estão corretas.
B – Somente as afirmativas I, II e III estão corretas.
C – Somente as afirmativas II e IV estão corretas.
D – Somente as afirmativas I, III e IV estão corretas.
E – Todas as afirmativas estão corretas.

(UFG/GO) – Universidade Federal de Goiás –
Questão 17: Em março de 1934, Luís Carlos Prestes fundou uma frente popular, a Aliança Nacional Libertadora, que objetivava atrair setores democráticos e anti-fascistas da sociedade para um programa de reformas políticas e sociais. O governo de Vargas perseguiu Prestes devido à:
A – emergência de regimes autoritários na Europa influenciando a organização partidária no Brasil;
B – cooptação dos sindicatos pelo Estado, com suas sedes tornando-se locais da propaganda oficial;
C – proposta política de estabelecer um governo revolucionário no Brasil alinhado com a União Soviética;
D – organização da Ação Integralista Brasileira, que defendia um projeto de Estado autoritário para o país;
E – rivalidade entre integralistas e aliancistas, os quais mobilizaram o país, ampliando o clima de confrontos.

(Unibahia/BA) – Faculdades Integradas Ipitanga –
Questão 18:

No dia 10 de novembro de 1937, no Brasil, o Congresso foi fechado. Começava, então, o Estado Novo, período em que a sociedade brasileira:
A – foi salva da ameaça representada pelo Plano Cohen, comunista e combatido pelo novo governo;
B – presenciou disputas políticas entre tendências opostas e o apoio do governo à Aliança Nacional Libertadora;
C – assistiu à hipertrofia dos poderes presidenciais e à instalação de um regime ditatorial de caráter fascista;
D – conheceu uma Constituição liberal, que, entre seus artigos, estabelecia o federalismo como princípio básico do Estado;
E – testemunhou a eliminação de grupos dominantes e o enfraquecimento do Estado, em especial o Poder Executivo, que perdeu seus mecanismos de ação.

(UFG/GO) – Universidade Federal de Goiás –
Questão 19:
Observe a imagem a seguir:
19
Foto do banquete oferecido ao presidente da República, no Palácio das Esmeraldas de Goiânia, em 7 de agosto de 1940. Acervo: Museu Pedro Ludovico Teixeira. In: PALACÍN, Luís; MORAES, Maria Augusta de Sant’Anna. História de Goias (1722-1972). 5. ed. Goiânia: UCG, 1989. p. 105.
A associação da fotografia ao contexto histórico do Estado Novo, em Goias, sinaliza:
A – a adoção de uma política de reforma agrária, voltada para os migrantes pioneiros da colonização agrícola em Goiás;
B – o estímulo do governo central brasileiro ao processo de redistribuição populacional na região Centro-Oeste;
C – a articulação com o governo federal, visando à modernização de Goiás, com a criação de colônias agrícolas;
D – as políticas de combate às endemias que assolavam as populações interioranas, iniciando a campanha sanitarista em Goiás;
E – a difusão do projeto estadonovista de ocupação do Centro-Oeste, baseado na urbanização e na industrialização da região.

(UFMT) – Universidade Federal de Mato Grosso –
Questão 20:
Durante o Estado Novo (1937 – 1945), o Brasil teve que se posicionar diante do confronto entre as “potências do Eixo” (Alemanha, Itália e Japão) e as “nações aliadas” (Inglaterra, França, URSS e EUA, após 1941). Em 22 de agosto de 1942, declarou Estado de Guerra contra a Alemanha e a Itália. Sobre o assunto, assinale a afirmativa incorreta:
A – A participação do Brasil na II Guerra Mundial deveu-se à exclusiva deliberação do presidente Getúlio Vargas, que se cercava de auxiliares e de ministros, em sua maioria, favoráveis à aliança entre o Brasil e os Estados Unidos da América.
B – Os expedicionários, após as recepções oficiais comemorativas da vitória no front italiano, foram recomendados a não fazer críticas ao Estado Novo de Vargas.
C – O Brasil declarou guerra à Alemanha e à Itália por ter sido agredido, uma vez que teve dezenas de embarcações afundadas por submarinos do Eixo.
D – Durante o esforço de guerra, a sociedade brasileira mobilizou-se para a realização de sacrifícios e de gestos altruístas, como demonstrou o apoio às campanhas de racionamento de combustível e de economia de energia elétrica.
E – A Força Expedicionária Brasileira e a Força Aérea Brasileira combateram os alemães em território italiano, colaborando com as forças das “nações aliadas” que haviam invadido a Itália em 1943.

ANEXO EM WORD: BANCO DE QUESTÕES PARA O VESTIBULAR

GABARITO
1-C 4-A 7-D 10-C 13-E 16-C 19-C
2-C 5-A 8-E 11-B 14-A 17-C 20-A
3-B 6-C 9-B 12-E 15-D 18-C

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s