Texto Introdutório – A independência dos Estados Unidos

Publicado: maio 2, 2013 em Atividades Escola Álvaro Gaudêncio (1º semestre de 2013)

TEXTO INTRODUTORIO DA 1º UNIDADE

Soy loco por ti, América
Yo voy traer una mujer playera
Que su nombre sea Marti
Que su nombre sea Marti…
Soy loco por ti de amores
Tenga como colores
La espuma blanca
De Latinoamérica
Y el cielo como bandera
Y el cielo como bandera…
Soy loco por ti, América
Soy loco por ti de amores…(2x)
Sorriso de quase nuvem
Os rios, canções, o medo
O corpo cheio de estrelas
O corpo cheio de estrelas
Como se chama amante
Desse país sem nome
Esse tango, esse rancho
Esse povo, dizei-me, arde
O fogo de conhecê-la
O fogo de conhecê-la …
Soy loco por ti, América
Soy loco por ti de amores…(2x)
El nombre del hombre muerto
Ya no se puede decirlo, quién sabe?
Antes que o dia arrebente
Antes que o dia arrebente…
El nombre del hombre muerto
Antes que a definitiva
Noite se espalhe em Latino américa
El nombre del hombre
Es pueblo, el nombre
Del hombre es pueblo.

(Soy Louco por ti, América)

Chavismo, Governos Golpistas, Narcotráfico, Interferência Internacional, Integração Regional(Alca/Mercosul), Taça Libertadores da América,Jogos Panamericanos…Temas que onde você estiver no Planeta vai conduzir o leitor a realidade Latino-Americana atual. Esta parte Latina do Atlântico é marcada de inúmeros emaranhados políticos, econômicos e sociais! Como não pensar nessa realidade se não for observado o contexto que tentou fundar esta LATINIDADE?
O Século XIX marca esta veia, onde esta fincada o fim da Opressão Colonial das Metropóles Européias e o inicio de uma nova luta,marcada pela intereferência do capital norte-americanos, instalação de periódicas Ditaduras e constante tendência ao Subdesenvolvimento, traços que vão marcar consideravelmente a nossa realidade nos quase últimos 150 anos. Discutir a fundação dos Estados Latino-Americanos no século oitocentista é entender Os Porquês de muitos aspecto de nossa atualidade Continental. Como entender o Projeto Chavista ainda em vigos(mesmo com sua recente morte) sem lembrar das teses Bolivarianas? Como entender o que representa o Governo de Evo Morales sem fazer uma viagem as lutas dos Túpac Amaru?
Ao som da bela melodia de Caetano Veloso mergulhemos nessa instigante realidade que é a América Latina em seu Passado e Presente e depois reflitiremos quem são nossos novos inimigos e quais as tendências mais viáveis para a melhoria desta multifacetada realidade americana!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s