Texto introdutório sobre o processo de sedentarização do ser humano.

Publicado: abril 12, 2013 em Atividades Escola Senador Argemiro de Figueiredo - Polivalente (1º semestre de 2013)

O PROCESSO DE SEDENTARIZAÇÃO DO SER HUMANO
AS SOCIEDADES DO NEOLÍTICO.

O Período Paleolítico é caracterizado pela vivência do ser humano no maior tempo da História em que não havia sociedade organizada onde os homens, considerando o tempo, aprenderam muita coisa, inclusive a busca pela própria sobrevivência. O termo “O Homem da Pedra Lascada” é uma oposição ao período em que o homem aprendeu a moldar as pedras posteriormente, denominadas de “Pedra Polida”. O homem do Paleolítico conhecia o uso do fogo, vivia da caça e da coleta. Tinha atitudes econômicas destrutiva ( predatória), o que caracteriza a vida humana desse período como nômade, vivendo em grupos dispersos. Construíram abrigos “toscos” e ocupavam cavernas. Suas roupas eram de peles de animais, suas ferramentas e utensílios eram de pedra osso e madeira, não havia organização social, mas nos deixaram como legado as famosas pinturas Rupestres, as quais representavam sua vida, suas crenças, seus costumes.
Com o desenvolvimento do pensamento humano, ele foi aprendendo a dosar sua vida e passou a procurar melhorias para sua sobrevivência. De coletor e predador, ele passou para produtor e domesticador de animais os quais o serviram como base de sustentação e alimentação para seu grupo e suas famílias. Pouco a pouco aprendeu a preparar o solo, semear e colher seu próprio alimento, passado a produtor de sua sustentação e vivência. Caracteriza-se a agricultura e a pecuária. Ocorre uma divisão das atividades dos trabalhos: alguns se dedicando à pecuária, outros a agricultura, outros a produção de utensílios, outros à pesca à caça e a coleta. Aumenta o grau de dependência entre os homens e com isso aumenta a união entre as famílias, aos poucos, tomam consciência que um, depende do outro. É o início do Período Neolítico e o processo de sedentarização do ser humano, é o início da Revolução Neolítica quando o homem: desenvolveu a cerâmica, a agricultura, o pastoreio, produção de utensílios de pedra polida, aprendeu sinais gráficos ( escrita), formaram laços familiares, comunidades, sociedades comunitárias. Deve-se lembrar que a pré-história, aconteceu simultaneamente em todos os lugares, mas a revolução Neolítica não; houve variação no tempo, no espaço e no alcance das transformações. Ao que indica as pesquisas existiram alguns núcleos iniciais a partir dos quais ocorreu um processo de difusão dos novos modos de vida. A zona nuclear do Neolítico teria sido o Oriente Médio na região que envolve a Península do Sinai, a Palestina, a Mesopotâmia e o Egito Antigo, conhecidos como “Região do Crescente Fértil”. Com o desenvolvimento das bases econômicas e culturais, o homem sentiu a necessidade de aprimorar seu trabalho e passou a usar instrumentos de metais. Inicialmente usou o cobre e o bronze ( uma liga de cobre e estanho) , dando origem a chamada Idade dos Metais. Mais tarde o ferro substituiu e floresceu como nova tecnologia do trabalho agrícola. Foi nesse período aproximadamente 2.000 a. C., que aconteceram as primeiras Instituições: a Família, uma unidade composta de pais e filhos, servindo como elementos de proteção, divisão do trabalho, transmissão de conhecimentos e de bens. Outra Instituição forte que se desenvolveu no período foi o Estado, o qual pode ser definido como uma sociedade organizada que ocupa um território, possui um governo independente do controle externo e por isso soberano e que exerce o uso da violência para punir aqueles que transgridem as regras de convivência estabelecidas.
O Aparecimento das Cidades e das Civilizações: O sucesso da agricultura permitiu às populações se estabelecerem numa determinada área por longo período e isso resultou no aumento dos agrupamentos humanos. O sistema sedentário facilitou o crescimento da complexidade cultural, da transmissão de experiências. Os primeiros estabelecimentos agrícolas se constituíram em vilas que abrigavam no máximo cem ou duzentas pessoas, porém nos grandes oásis como o Egito, o aumento populacional foi intenso em busca da fertilidade do solo. No oásis de Jericó, ainda hoje existem registros de um muro fortificado que foi erguido 7.000 a. C. Em partes diferentes do mundo , apareceram as cidades as quais se caracterizaram em culturas diferenciadas, que mantinham crenças e costumes próprios, uma forma organizada de governo, uma forma de organização social diferenciada. Com essas novas formas de organização social, ocorreram novas conquistas para cada sociedade, A tecnologia, as técnicas de construção, calendários para medir o tempo, a escrita, a arquitetura, as lendas, enfim surgem as primeiras civilizações e conseqüentemente a História da humanidade.
Nosso assunto dá ênfase ao estudo dessas civilizações onde iremos pesquisar os costumes, as crenças, as descobertas, a vivência, as sociedades, os aprendizados, dos povos especiais que deram início à nossa História:
África, Mesopotâmia, Egito, Fenícios, Persas e nossas sociedades sedentárias, nossa comunidade indígena.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s